Prefeito torna táxi patrimônio cultural da cidade e lança plataforma Taxi.Rio

O prefeito Marcelo Crivella assinou nesta segunda-feira (29/05) decreto que reconhece o serviço de táxi comum, amarelo e azul, como patrimônio cultural da cidade. A iniciativa marca o lançamento da plataforma de mobilidade Taxi.Rio, que permitirá à prefeitura, taxistas e cidadãos uma melhor gestão do serviço na cidade.

Crivella, que já foi taxista, ressaltou que a chegada dos aplicativos prejudicou os taxistas já que a categoria perdeu pela metade o faturamento mesmo trabalhando mais horas.

– Quero que vocês saiam daqui com a certeza de que vocês são nosso patrimônio, e vamos incentivar o uso desse patrimônio. Com a plataforma agora podem ser também fiscais da prefeitura – disse o prefeito, acrescentando que o governo vai trabalhar para que o Taxi.Rio ofereça wifi grátis para os clientes.

Desenvolvida integralmente pela Empresa Municipal de Informática (IplanRio), Taxi.Rio é uma plataforma pioneira no Brasil, que permitirá a reformulação da gestão do serviço de táxi na cidade, operado pela da Secretaria Municipal de Transportes. A plataforma é uma ferramenta de comunicação instantânea e promoverá uma integração entre taxistas, cidadãos e prefeitura. Um de seus pilares é o aplicativo Taxi.Rio.

Com ele, será possível permitir condições mais competitivas aos taxistas, além de um serviço qualificado e gestão efetiva sobre a frota. Haverá a possibilidade ainda de prever o preço da corrida antecipadamente, reajustar a tabela anual de tarifas automaticamente e avaliar motoristas.

Promover mais segurança para os cidadãos com um serviço regulamentado é um dos objetivos, além de proporcionar valores competitivos com o mercado. Taxistas serão colaboradores como agentes da prefeitura, fornecendo informações sobre a cidade, promovendo mais segurança para a categoria com o monitoramento do Centro de Operações Rio. Além disso, os bons condutores serão prestigiados, por exemplo, com prioridade para operar nos grandes eventos da cidade.

O projeto piloto do aplicativo Táxi.Rio terá início em 1º de junho e passará por uma fase de testes pelo prazo de 60 dias. Nesse período, algumas funcionalidades serão inseridas gradativamente, de forma a testar a performance técnica da plataforma e corrigir imperfeições.

Além dos taxistas que já participam da construção do aplicativo, a prefeitura selecionará mais 150 motoristas para esta fase de testes. Os interessados terão entre os dias 01 e 09/06 para fazer inscrição no site www.taxi.rio e serão escolhidos por um sorteio.

Os passageiros que participarão dos testes serão 300 servidores municipais, que vão colaborar com aperfeiçoamento da plataforma até que esteja pronta para disponibilização como serviço público.

Além do vice-prefeito e secretário municipal de Transportes, Fernando Mac Dowell, e do presidente da Empresa Municipal de Informática (Iplan-Rio), Fábio Pimentel, também estiveram na cerimônia os secretários municipais de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação, Indio da Costa; de Conservação e Meio Ambiente, Rubens Teixeira; de Desenvolvimento, Emprego e Inovação, Clarissa Garotinho; de Fazenda, Maria Eduarda Gouvêa Berto; de Assistência Social e Direitos Humanos, Teresa Bergher; e de Ordem Pública, Paulo Amendola.

Fotos: Edvaldo Reis