Comemoração dos 60 anos da promulgação da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

2015-02-03T17:25:47+00:00
O SR. MARCELO CRIVELLA (Bloco/PRB – RJ. Pela ordem. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, pedi a palavra apenas para sintetizar.
Eu abro mão da minha participação, Sr. Presidente, mas gostaria apenas que V. Exª me permitisse, daqui mesmo, do meu assento, congratular-me, nesta sessão histórica e solene do Senado Federal, com todos que devotadamente comemoram a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Mas eu não poderia, Sr. Presidente, deixar de citar aqui aquele que foi a primeira voz e o primeiro exemplo maior e, portanto, eterno do que hoje celebramos, que é Jesus Cristo.
Ele, em suas palavras, nos ensinou que, se amarmos uns aos outros como Ele nos amou, certamente cumpriríamos todos os direitos humanos, e com sobra. Não haveria sequer necessidade de se falar em tortura, de se falar em livre fronteira ou de se respeitar o direito à propriedade se o amor fosse praticado como Ele nos ensinou.
Então, Sr. Presidente, não posso deixar de, nesta sessão solene, registrar nos Anais a mensagem de Jesus Cristo, Ele, nosso grande patrono, no exemplo e nas palavras.
Muito obrigado, Sr. Presidente. (Palmas.)

 

WhatsApp Manda um Zap